Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região REAJUSTE

GNV continua com preço antigo nos postos de Novo Hamburgo

Estabelecimentos ainda não definiram como ficará o valor após o anúncio de aumento do combustível para as distribuidoras

Publicado em: 13.01.2022 às 11:25 Última atualização: 13.01.2022 às 11:35

A partir desta quinta-feira (13), abastecer com GNV será mais caro. Apesar disso, nesta manhã, os postos de Novo Hamburgo ainda marcavam o valor de R$ 4,899. Mas, pela previsão da Sulgás, o preço vai subir para os clientes, já que a venda do metro cúbico para as distribuidoras passou de R$ 2,3740 para 3,0384.

Fabrício Souza Fonseca, gerente do posto Sapatão, na BR 116, informou que entre a tarde desta quinta-feira e a sexta-feira será definido como ficará o valor. "Estamos ainda conversando sobre o assunto", declarou na manhã de quinta-feira. No posto da Rua Frederico Linck, esquina com a BR 116, o valor também estava em R$ 4,899. A reportagem tenta contato com a gerência.

O último reajuste de tarifas da Sulgás foi realizado em agosto de 2021, também considerando apenas o repasse dos custos de aquisição do gás. O pedido foi autorizado pela Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs), em conformidade com o contrato de concessão, que prevê o repasse integral ao mercado do custo de aquisição de gás.

Os aumentos variam entre 10,7% a 31,6%, dependendo do segmento atendido, e refletem apenas a reposição do custo da molécula, sem nenhum ganho para a distribuidora. No caso do GNV, o aumento na tarifa será de R$ 0,6644 por metro cúbico, sem considerar impostos.

Segundo a Sulgas, o reajuste a ser aplicado neste mês de janeiro decorre dos altos preços do petróleo e gás no mercado internacional, da variação cambial e das novas condições comerciais apresentadas no fim de 2021 pela Petrobras, a ser aplicado sobre a molécula de gás natural para os novos contratos de suprimento firmados pelas distribuidoras de diversas regiões do país.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.