Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região Economia

IPI reduzido e FGTS devem ajudar venda no Dia das Mães

Expectativa no comércio é que medidas emergenciais impulsionem

Por Joceline Silveira
Publicado em: 04.05.2022 às 03:00

Considerada a segunda data comemorativa mais importante para a economia, o Dia das Mães estimula a movimentação econômica de praticamente todos os segmentos do comércio, serviços e turismo. Mas este ano as compras têm três elementos a mais.

IPI reduzido e FGTS emergencial já aquecem o comércio
IPI reduzido e FGTS emergencial já aquecem o comércio Foto: Joceline Silveira/GES-Especial

A redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), anunciado pelo governo federal na última sexta-feira (29), que ampliou de 25 para 35% a redução do imposto para a linha branca (eletrodomésticos, calçados, tecidos), a proximidade do quinto dia útil e o saque extraordinário de até R$ 1.000 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), liberado a partir deste mês, devem alavancar as vendas das grandes redes de varejo.

No Estado, a expectativa é de que os gaúchos comprem mais em 2022, um crescimento de 9% na comparação com o ano anterior e de quase 70% em relação ao volume registrado em 2020, conforme pesquisa da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS).

Projeção

A entidade aponta ainda que os consumidores seguirão apostando nos produtos tradicionais para presentear as mães. Desta forma, roupas, calçados e acessórios continuarão tendo a preferência dos consumidores, fazendo com que esse segmento possa ter, no Rio Grande do Sul, um faturamento de até R$ 280 milhões. A expectativa é que o tíquete médio dos gaúchos com a compra dos presentes para as mães deva ficar em torno de R$ 210,00. "Temos fatores muito positivos que favorecem o otimismo. Além do apelo emocional, há o saque extraordinário do FGTS e o pagamento do 13º salário para aposentados e pensionistas do INSS", salienta o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch.


Comerciantes apostam em resultados melhores

A poucos dias da celebração, que acontece no próximo domingo, dia 8, o movimento nas ruas já começa a aumentar. Mas o pico de vendas ainda é esperado para a véspera da data.

Na Floricultura Rio Branco, que fica no Centro de Novo Hamburgo, a expectativa da rede, que conta com uma loja física e um e-commerce, é de um crescimento de 10% no volume de negócios registrado no ano passado presencialmente e de 15% nas vendas pela Internet.

Mas os números devem ser superados, conforme o empresário Ricardo Model, que conta com as vendas de última hora. "2021 foi um ano muito bom, no final de semana das mães tínhamos 15 entregadores que realizaram 280 entregas, a estimativa para este ano é chegar a pelo menos 300 entregas, mas acredito que vamos superar essa marca", pontua Model. Entre os itens mais procurados, ele reforça que as cestas de café da manhã e vasos de flores com orquídeas e lírios estão entre os mais solicitados.

Gilberto Kasper, proprietário da Tecnolar GM Kasper, prevê que o Dia das Mães deste ano alavanque a retomada para as vendas da empresa. "Esse ano a data tem que ser, quase que por obrigação, muito boa em relação a 2021, quando estávamos no pico da pandemia", afirma. A rede projeta um aumento de 20% nas vendas.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.