Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul LITORAL NORTE

Carro abandonado na beira-mar de Capão seria de idoso vítima de golpe em Torres

Mulher alega que pai foi pressionado a ceder carro a supostos inquilinos na última quarta-feira (13) e que casal teria sumido com o veículo

Publicado em: 16.10.2021 às 22:54 Última atualização: 16.10.2021 às 22:55

Encontrado na beira da praia de Capão da Canoa na manhã deste sábado (16), o Mercedes-Benz Classe A 160 teria sido furtado, na última quarta-feira (13), de um idoso, de 71 anos, vítima de um suposto golpe. Por meio da placa do veículo, a Polícia chegou ao proprietário, Luiz Carlos Medeiros, que havia registrado o furto na delegacia. Até as 22 horas, o carro seguia enterrado na areia.

Carro foi abandonado na beira-mar de Capão da Canoa
Carro foi abandonado na beira-mar de Capão da Canoa Foto: Tatiane Medeiros/Especial

 

A filha de Luiz, Tatiane Medeiros, moradora de Cachoeirinha, conta que os pais têm um terreno em Torres, na Santa Helena, com duas casas. Os dois idosos passam a maior parte do tempo no Litoral Norte, e costumam alugar o imóvel dos fundos durante o verão. No último domingo (10), relata, teriam sido procurados por um casal interessado em ficar por uns dias.

"Eles inventaram que gostariam de alugar a casa para ficar perto de uma obra, na qual as empreiteiras deles estavam fazendo uma construção. Minha mãe cedeu. Eles eram muito solícitos, queridos, falaram em uma família muito estruturada", afirma Tatiane.

O casal de inquilinos chegou a acertar o valor da primeira diária. Na quarta-feira, porém, o homem teria dito que o chip de seu cartão estava estragado e que estava com o pneu furado. Teria pedido, então, que Luiz o levasse até o centro da cidade e o emprestasse R$ 2 mil para pagar os funcionários. "Ele fez menção de estar armado, tinha um volume, meu pai não quis pagar para ver", conta.

A mulher do inquilino ficou em casa com a esposa de Luiz. Na volta, o homem teria pedido o carro da família emprestado. Segundo Tatiane, ele e a mulher foram embora com o dinheiro e o Mercedes e não deram mais notícias. "Meu pai me ligou, pedindo para que eu viesse [para a praia]. Eles estão em choque. Graças a Deus não fizeram nada pior", define a filha de Luiz. O carro não tinha seguro e era o único usado pelo casal para se deslocar.

O caso é investigado pela Polícia Civil. 

Carro será retirado com ajuda de retroescavadeira

A família esteve na beira-mar pela manhã e identificou o carro, próximo ao "Quiosque do Vavazão". "É o carro sim. A gente foi lá, os documentos do carro estão no quebra-sol, no nome do pai", garante Tatiane. A família conseguiu retirar os documentos e a chave do veículo, que afundou e foi invadido por areia e água do mar. 

No domingo (17), com auxílio de uma retroescavadeira da Prefeitura, o Mercedes deve ser, finalmente, retirado do local. Será necessário cavar nas laterais para que o guincho consiga puxar o carro.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.