Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul 1º DIA DE JULGAMENTO

Painel lembra vítimas da Kiss e reforça pedido por justiça em Porto Alegre; veja vídeo

Cerca de 50 integrantes da Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria acompanham julgamento no Foro Central

Por Matheus Chaparini
Publicado em: 01.12.2021 às 15:28 Última atualização: 01.12.2021 às 16:09

Um grande painel pendurado no portão em frente ao Foro Central de Porto Alegre lembra as 242 vítimas do incêndio na Boate Kiss. Aproximadamente 50 participantes da Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria chegaram ao local, por volta das 13 horas desta quarta-feira (1º), para acompanhar o primeiro dia de julgamento. (Veja vídeo abaixo).

Cartaz com fotos de vítimas da Kiss é pendurado em frente ao Foro Central
Cartaz com fotos de vítimas da Kiss é pendurado em frente ao Foro Central Foto: Matheus Chaparini/GES-Especial

Cartaz com fotos de vítimas da Kiss é pendurado em frente ao Foro Central
Cartaz com fotos de vítimas da Kiss é pendurado em frente ao Foro Central Foto: Matheus Chaparini/GES-Especial

A homenagem aos entes queridos perdidos no incêndio, em 2013, também se fez presente em forma de camisetas, que levavam fotos e nomes das vítimas, em sua maioria jovens, além de pedidos por justiça. O grupo chegou ao local em um ônibus, e todos entraram juntos no Foro, em silêncio.

Entre os familiares que acompanham o júri, pessoas de diferentes partes do Estado. Jorge Luis Malheiros, de Ijuí, perdeu a filha na tragédia. Fernanda tinha 18 anos e cursava o 1° semestre na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Julgamento deve durar duas semanas

O julgamento ocorrerá em três turnos (manhã, tarde e noite) com intervalos de uma hora entre cada. A duração prevista é de duas semanas. Mais de 300 pessoas ao todo acompanharão o júri.

Familiares de vítimas da Kiss chegam ao Foro Central de Porto Alegre
Familiares de vítimas da Kiss chegam ao Foro Central de Porto Alegre Foto: Matheus Chaparini/GES-Especial

No plenário, são 124 lugares, divididos entre a Associação de Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (58), familiares dos acusados (28), imprensa (12), familiares que não integram a Associação (10), Ministério Público (2), autoridades (8) e seis lugares reservados. O Tribunal de Justiça disponibilizou ainda outras quatro salas de apoio, com transmissão ao vivo. Cada uma delas terá capacidade para 54 pessoas.

Os parentes das vítimas e sobreviventes terão uma sala de apoio. Quatro salas transmitirão ao vivo o julgamento. Cada uma com capacidade para 54 lugares. Três auditórios ficarão à disposição dos familiares das vítimas. O quarto espaço será destinado aos parentes dos réus e ao público em geral.

VÍDEO:

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.