Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul FIQUE ATENTO

Como será o avanço do ciclone Yakecan sobre a costa do Rio Grande do Sul nesta terça-feira

Rajadas de vento podem chegar a 140 quilômetros por hora na região da Lagoa dos Patos, o que já configuraria furacão

Por Redação
Publicado em: 17.05.2022 às 00:56 Última atualização: 17.05.2022 às 10:13

O Rio Grande do Sul será atingido, nesta terça-feira (17), pelo potente ciclone tropical batizado pela Marinha do Brasil de Yakecan, que em tupi-guarani significa "o som do céu". Boletins da MetSul Meteorologia alertam para rajadas de vento de até 140 quilômetros por hora na região de Mostardas, entre a Lagoa dos Patos e o Oceano Atlântico. Já o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) projeta ventos de até 120 quilômetros por hora, o que já pode ser suficiente para que a tempestade passe a ser classificada como furacão.

Tempestade deve se aproximar da costa sul do Estado no fim da tarde desta terça-feira
Tempestade deve se aproximar da costa sul do Estado no fim da tarde desta terça-feira Foto: Reprodução/MetSul

Modelos desenvolvidos por supercomputadores tentam projetar o trajeto que será percorrido pelo ciclone. Até a noite desta segunda-feira (16) não havia clareza sobre qual será exatamente o caminho percorrido pela tempestade, se ela avança sobre o continente ou se vai margear a costa gaúcha a partir do sul, na região de Rio Grande e São José do Norte. Independente disso, é alto o risco de destelhamentos, queda de galhos e de árvores, placas e postes. Milhares de gaúchos vão ficar sem luz.

Desde esta segunda o ciclone avança pelo Oceano Atlântico em direção ao Estado. A MetSul Meteorologia projeta que o olho da tempestade deve se aproximar da costa entre 17 e 18 horas desta terça-feira. Não por acaso, prefeituras do sul gaúcho suspenderam aulas e pedem inclusive que o comércio feche mais cedo, antecipando a movimentação de pessoas nas ruas.

Ainda segundo a MetSul, por volta das 20 horas a tempestade estará a leste das populosas cidades de Pelotas e Rio Grande. A partir daí a parede de nuvens avança em direção ao norte, passando pela região da Lagoa dos Patos. As cidades mais ao sul do litoral norte e da região metropolitana serão impactadas pelo vendaval a partir das 22 horas desta terça.

No início da madrugada de quarta-feira (18) o ciclone passará pela região de Tramandaí e Imbé, indo até o sul de Santa Catarina nas horas seguintes. A previsão é que no início da manhã a tempestade já esteja novamente sobre o Oceano Atlântico, se afastando da costa. Ainda assim, o mar continuará muito agitado ao longo de toda a quarta-feira no litoral norte gaúcho, com ondas de até seis metros e forte ressaca. Poderá haver danos inclusive nos calçadões.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.