Publicidade
Olimpíadas Vôlei

Renan Dal Zotto vê vitória contra americanos como importante para sequência da Olimpíada

Treinador leopoldense considerou a boa atuação e a vitória como fatos muito importantes para o prosseguimento da Olimpíada.

Por Estadão Conteúdo
Publicado em: 30.07.2021 às 12:10 Última atualização: 30.07.2021 às 12:31

Depois de um susto no primeiro set, a seleção brasileira masculina de vôlei virou o jogo e venceu os Estados Unidos por 3 sets a 1, nesta sexta-feira, pela quarta rodada do Grupo B dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, garantindo a classificação antecipada às quartas de final. O técnico Renan Dal Zotto considerou a boa atuação e a vitória como fatos muito importantes para o prosseguimento da Olimpíada.

"Estou muito feliz porque perdemos o primeiro set, começamos sob pressão, com o Anderson sacando muito bem e nós buscamos, passamos a frente e perdemos por diferença de dois pontos. Depois tivemos uma consistência maior e nosso ataque funcionou como normalmente. Sabíamos que seriam assim. Brasil contra Estados Unidos é sempre assim, um jogo muito equilibrado e essa vitória foi muito importante para o nosso time", afirmou o treinador.

O ponteiro Lucarelli foi o maior pontuador da seleção brasileira, com o total de 19 pontos. A pontuação ainda foi bem dividida com outros dois jogadores: Leal, com 18, e Wallace, com 17.

Renan Dal Zotto ainda ressaltou a importância de uma nova vitória no quinto e último compromisso da fase de grupo. O Brasil volta à quadra neste sábado para enfrentar a França. "Foi bem interessante. Conseguimos manter uma regularidade legal e no momento importante viramos e com a cabeça boa. Agora temos que buscar a melhor classificação possível e depois pensar com quem vamos cruzar do outro grupo. Temos um jogo fundamental contra a França e que vai ser para eles também, já que perderam algumas partidas. Temos um dia só para estudar e nos preparar e vamos entrar com a mesma disposição que entramos hoje. É assim que o Brasil sabe jogar", disse o técnico.

O central Lucão valorizou muito o desempenho da equipe do Brasil no fundamento saque. "Começamos um pouco mais nervosos, cometendo erros meio bobos, mas depois tivemos cabeça. Quando conseguimos equiparar, a equipe cresceu. Fizemos o nosso melhor jogo de pressão de saque no adversário e quando isso acontece complica para qualquer equipe. Se mantiver essa pressão de saque vai ajudar bastante o nosso time já que, nesse nível em que estamos jogando aqui, quanto melhor conseguir sacar, melhor", concluiu.

O Brasil busca a sua quinta final olímpica consecutiva. Em Atenas-2004, o Brasil foi ouro; em Pequim-2008 e Londres-2012, ficou com a medalha de prata; e no Rio-2016, o grupo brasileiro subiu ao degrau mais alto do pódio.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.