Publicidade
Opinião Opinião

O vírus da desinformação

Por Gabriela Totti
Publicado em: 24.03.2021 às 03:00 Última atualização: 24.03.2021 às 09:03

O fenômeno das fake news não é uma novidade. Porém, vivemos em uma pandemia, e as consequências geradas por este tipo de conteúdo tornam-se ainda mais graves. Notícias falsas — como a suposta criação do vírus em laboratório chinês e os medicamentos milagrosos — "viralizam", prejudicando o combate à Covid-19.

Como o contágio do novo coronavírus, a disseminação das fake news perdeu o controle. Através das redes sociais, avança sem nenhum obstáculo por conta dos compartilhamentos que acontecem em uma velocidade impressionante. O Instituto de Tecnologia de Massachusetts aponta que a propagação dessas informações chega a ser 70% mais rápida do que a de notícias reais. Elas costumam ser impulsionadas por grupos radicais que atuam, muitas vezes, por questões políticas.

O cenário de desinformação contribui para o colapso que estamos vivendo. Cientistas e profissionais da saúde, já sobrecarregados, precisam enfrentar o descrédito na ciência e na medicina. Sentem-se no dever de esclarecer notícias falsas enquanto encaram horas de trabalho, falta de leitos e equipamentos, além da tristeza de perder milhares de pacientes.

Por isso, o papel do cidadão hoje, além de cumprir os protocolos de higiene e distanciamento social, é lutar contra as fake news — assim como os profissionais da saúde lutam para salvar vidas. É preciso responsabilidade ao dividir informações entre amigos e familiares, verificando a confiabilidade da fonte. As consequências de espalhar notícia falsa podem ser devastadoras. Educação digital e estímulo ao senso crítico são pautas urgentes: sem ter certeza, não compartilhe!

 


O artigo publicado neste espaço é opinião pessoal e de inteira responsabilidade de seu autor. Por razões de clareza ou espaço poderão ser publicados resumidamente. Artigos podem ser enviados para opiniao@gruposinos.com.br


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.