Publicidade
Opinião Opinião

A menina e o pote

Por Cleonice Knewitz Goulart
Publicado em: 08.04.2021 às 03:00 Última atualização: 08.04.2021 às 09:16

Sabemos que crianças em sua ingenuidade são grandes mestres. Através de suas palavras e atitudes nos ensinam lições de vida.

Conheci, anos atrás, uma pequena grande menina que na sua singela atividade diária me ensinou o valor de um pote. Era a mais velha. Tinha dois ou três irmãos, não me recordo ao certo. Todos estudavam na mesma escola, iam e voltavam sob a supervisão desta pequena grande menina.

A principal refeição feita pelos irmãos era a oferecida na escola. A menina sabia o cardápio do dia e já chegava na escola falando para a "tia" da cozinha da vontade de comer. Esperava a hora do intervalo para se deliciar.

A "tia" da escola, sabedora da situação da família, quando sobrava a comida (sempre dava um jeitinho), separava e colocava num pote para a menina levar para casa. Naquela época não havia determinação legal ainda sobre as "sobras". Atualmente a merenda escolar é destinada somente aos alunos dentro da escola.

E todos os dias, no final da aula, estava ela esperando o seu pote. Sem ninguém chamar. O pote ia cheio e no outro dia voltava vazio. O agradecimento no olhar desta menina era algo indescritível em que regras para aquele ato não existiam.

E ela agradecia e saía com seu pote recheado de comidinha para a família e a tiracolo os irmãos, saltitando, pulando amarelinha do corredor da escola, com o pote na mão ou, às vezes, o colocando no lado para melhor se equilibrar. Na sua ingenuidade, carregava o sustento e sabia da importância daquele pote.

Que possamos, em nossas vidas, encontrar ou ser a "tia" para estender a mão, a irmã mais velha, o pote para levarmos os bons exemplos e bons conselhos, dividir ensinamentos, esvaziá-lo, pular amarelinha sabendo que todos nós precisamos do potinho oferecido por alguém e podemos também oferecer nosso pote.


O artigo publicado neste espaço é opinião pessoal e de inteira responsabilidade de seu autor. Por razões de clareza ou espaço poderão ser publicados resumidamente. Artigos podem ser enviados para opiniao@gruposinos.com.br


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.