Publicidade
Botão de Assistente virtual
Opinião Opinião

Crianças e boas maneiras

Por Heda Seffrin
Publicado em: 14.10.2021 às 03:00

Boas maneiras devem ser cultivadas desde a infância. Crianças treinadas dentro dos princípios de bons sentimentos e respeito crescem com mais segurança e se tornam cidadãos úteis. Quando ensinamos os bons modos, não estamos anulando a sua espontaneidade, ensinamos a serem bem-educadas, tornando-as aptas para viver em sociedade. Devemos ensiná-las a serem gentis com os professores, colegas, amigos, ter respeito aos mais velhos, evitar preconceitos e utilizar expressões como: "por favor", "obrigado", "desculpe", "com licença".

É preciso que os pais demonstrem o dever e o culto da verdade, explicando-lhes as consequências dos seus atos. Se lhes derem boa educação, terão dado o presente mais valioso das regras da coexistência social e familiar. Aliás, boas maneiras devem ser cultivadas desde que as crianças aprendem a falar. A criança entende e capta ao apelo da gentileza, porém as primeiras noções devem ser dadas com naturalidade. Os bons hábitos adquiridos na infância serão o resultado e a segurança que as crianças desfrutarão nos seus futuros contatos sociais em conviver com harmonia com a comunidade que faz parte.

As crianças têm uma sabedoria intuitiva. Deixe-as participar das refeições desde pequenas, ensine-as a falar sem gritar e ensine-as a comer seguindo as regras das boas maneiras. Queremos torná-las simpáticas, calmas, felizes e, por isto, devemos dar o bom exemplo. O código de conduta, o chamado "verniz social" está tão arraigado em nossa vida que até nos esquecemos de que também fomos crianças e que tivemos que aprender tudo isso.


O artigo publicado neste espaço é opinião pessoal e de inteira responsabilidade de seu autor. Por razões de clareza ou espaço poderão ser publicados resumidamente. Artigos podem ser enviados para opiniao@gruposinos.com.br
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.